Como formar preço de venda incluindo comissão

Sem categoria Postado em 08/08/2019

A princípio, imagine a situação: sua empresa produz ou revende produtos e conta com uma equipe de vendas que recebe comissão sobre cada venda.

Então, soou familiar? Pois certamente, você sabe como formular o preço de venda dos seus produtos de modo a garantir a comissão dos vendedores sem reduzir o lucro da empresa sobre cada venda?

Para que todas as suas dúvidas sejam esclarecidas, trouxemos hoje um artigo completo a fim de ensinar a como formular esses preços incluindo a comissão. Então vamos nessa?

Importante

Em primeiro lugar, é importante que você implemente uma metodologia de formação de preços na sua empresa. Mas por que?

Pois ter todo o processo de formação de preços na ponta do lápis garante que você tenha pleno controle sobre a lucratividade da sua empresa sobre cada transação.

Mas não se preocupe caso ainda não tenha programado uma metodologia ideal, de fato são técnicas que não se aprende na faculdade. Sendo, assim, necessária experiência ou conselhos de profissional qualificado.

Se acaso optar por aprender as técnicas e implementar você mesmo, não se esqueça de oferecer treinamentos à sua equipe acerca do assunto, para que o processo não seja prejudicado uma vez que você se ausente.

O que ter em mente durante a formação de preços

Logo que iniciado o processo de formação de preços, é necessário ter em mente o custo total daquele produto, ou seja, o Preço de Compra somado à todas as tributações e demais custos adicionais, como fretes, por exemplo.

Em segundo lugar, você precisa saber não só qual o seu tipo de empresa, como também a natureza de suas negociações.

Por exemplo, se o seu comércio é feito somente dentro do seu Estado ou se acaso as vendas são realizadas para outras áreas tributárias.

Afinal, cada Estado conta com as próprias regras acerca das tributações pertinentes ao comercio, dessa forma, para cada Estado é igualmente necessária uma formação independente de preços.

Comissão

Uma vez que sua equipe de vendas conte com o benefício da comissão, então é preciso que seja estabelecido o valor sobre o qual a comissão será calculada.

Por isso, perceba: não faz sentido calcular a comissão sobre o valor da nota, uma vez que ela compila o custo total daquele produto, incluindo o IPI e a ST.

Desse modo, o calculo da comissão deve ser feito sobre o valor do produto e somente, descontando então todos os demais custos de compra.

Margem

Em seguida, outro ponto importante é estipular a porcentagem alvo de margem ao qual você se interessa.

Por isso, saiba o seu objetivo de lucro, para calcular o preço exato que o produto deve ser vendido, de modo a cobrir todo o custo e ainda proporcionar essa margem de lucro.

É igualmente importante determinar se a margem será calculada sobre o valor da venda ou sobre o faturamento líquido ao final do processo.

Ademais, ressaltamos que ambas as opções estão corretas, sendo assim, ideais para diferentes tipos de empreendedores e seus negócios.

Porém, é necessário que as ações seguintes sejam de conformidade com a modalidade adotada, para que não hajam discrepâncias e as DREs também precisam espelhar o modelo, para fins de controle.

Na prática

Só para ilustrar, vamos supor um exemplo: trata-se uma distribuidora que age em virtude de comercializar produtos em regime de ST para três Estados diferentes, sendo SP, MG e BA.

Dessa forma, as tributações variam, isto é: SP = 0%; MG= 12%; BA= 7%.

Em resumo, o preço de compra desses produtos é de R$100,00, somado a IPI de R$10,00 e ST de R$15,00. Desse modo, a nota do produto é igual a R$125,00.

Por isso, a comissão da equipe de vendas é corretamente calculada sobre o Preço Fábrica do produto, ou seja, R$100,00 e corresponde a 5%.

Por fim, a margem alvo de lucro dessa empresa é de 20% sobre o valor bruto da venda de cada produto.

Processando as informações

Primeiramente, vamos calcular a soma de todos os custos de comercialização desse produto para cada um dos Estados, somando igualmente a margem alvo:

Estado ICMS Comissão Margem Total
SP 0% 5% 20% 25%
MG 12% 5% 20% 37%
BA 7% 5% 20% 32%

Em seguida, aplicamos a fórmula: 1 – % sobre o valor obtido de cada Estado:

  • SP: 1 – 0,25% = 0,75%;
  • MG: 1 – 0,37% = 0,63%;
  • BA: 1 – 0,32% = 0,68%.

Então, dividimos o resultado de cada operação acima pelo custo total do produto para, assim, obter o preço de venda:

  • SP: 125 / 0,75 = 166,67;
  • MG: 125 / 0,63 = 198,41;
  • BA: 125 / 0,68 = 183,82.

Desse modo, chegamos a um preço de venda diferente para cada Estado, de tal forma que possa garantir a margem de lucro estipulada.

Verificando

Para que os resultados sejam apurados, basta desmembrar o Preço de Venda obtido em cada operação.

Só para exemplificar, usaremos o resultado do cálculo de BA: 183,82 – 7% (ICMS) – 5% (comissão) = 161,76, isto é, faturamento líquido.

Então, subtrai-se o custo total de R$125,00, o que tem como resultado R$36,76, e por fim dividiremos igualmente pelo valor de venda. O que, por fim, nos dará os 20% de margem de lucro.

Assim, esperamos ter sanado todas as dúvidas acerca da formação de preços de venda incluindo comissão. A fim de mais dicas como essa, acesse nossos outros artigos. Para que saibamos dúvidas ou sugestões, entre em contato. Então, até a próxima!

Site: www.simtax.com.br

Telefone: (11) 5096-6600

WhatsApp: (11) 97543-4715

E-mail: comercial@simtax.com.br